Antologia poesias 16

01/04/2021

Nauza Luza Martins

MINHA ALMA É MORADA DA POESIA

Meu coração pulsa ao som da poesia
Porque ela habita em mim
Flui e se infiltra no meu dia a dia
Me salva, me cura, me liberta
Minha alma é feita de poesia sim!
Minha alma é morada poética
Mesmo em dias de intensa agonia
Tento alçar voo nas asas da poesia
Minha alma às vezes se rebela
Para encontrar poesia em tudo
Levo-a a passear em outro campo de visão
Procurando engendrar novos modos
De tecer versos em qualquer situação.
A poesia é um dom que festejo a cada dia
Sigo poetizando nos momentos de saudade
Registro em versos os acontecimentos da vida
As perdas, os ganhos, tristezas e alegrias
Celebro em poesia o amor e a amizade.


MÚSICAS & LEMBRANÇAS

São tantas as lembranças que tenho de ti
Do tempo em a gente se encantava
Viajando por mundos desconhecidos
Dos beijos apimentados e toques enlouquecidos.

Um dia, lembro bem, a gente se beijava
Sempre ouvindo música como pano de fundo
A voz de Lulu Santos pairou no ar de repente
Você cantava e me olhava de um jeito profundo.

"Ela me faz tão bem que também
quero fazer isto por ela..."

O tempo passou, seguimos rumos diferentes
A música marcante tem esse dom
Ouço "Tão Bem" lembro de ti e tuas nuanças.
Continua atual, nos traz boas lembranças