CONCURSO2

Poesias noturnas para aqueles que gostam do cair da noite, do frio, da madrugada. A brisa de leve... Para quem transforma a solidão da noite em poesia. Para quem dorme com caderninho na cabeceira. Que sentem a brisa chegar de mansinha.